terça-feira, 10 de julho de 2018

Novo Circuito Integrado FCA 100 da Sense


O novo Circuito Integrado FCA100 foi desenvolvido conjuntamente entre a empresa Sense Eletrônica Ltda, situada no Vale da Eletrônica em Santa Rita do Sapucaí-Mg e a Universidade Federal de Itajubá – UNIFEI. Recebeu apoio financeiro do BNDES através do programa FUNTEC, exclusivamente para o desenvolvimento do  chip.  O projeto contou ainda com o apoio tecnológico da empresa Vivace Instruments Ltda, situada na cidade de Clavinhos-SP, que forneceu a codificação de toda a norma IEC 61158-2, necessária ao desenvolvimento deste Chip.

            A motivação para o desenvolvimento do FCA 100 por parte da Sense foi devido a necessidade de desenvolver um novo Posicionador Digital Eletropneumático, tecnologicamente mais evoluído do que os que existem no mercado, utilizando  os protocolos de comunicação Foudation Fieldbus e Profibus-PA. A Sense utilizou-se ainda dos benefícios da Lei de Informática para o desenvolvimento de alguns blocos funcionais específicos e também para a realização de ensaios de EMI/EMC no projeto do Posicionador.

O chip  FCA100 é um periférico fieldbus, de acordo com a IEC 61158-2 e que
suporta interfaces com CPUs e MCUs, satisfazendo as exigências de alta performance de equipamentos e dispositivos fieldbus.

Contém um codificador/decodificador Manchester,  assim como  funções de tempo crítico em hardware e facilita implementações do Physical e Data link layers para os protocolos  Foundation fieldbus H1 e Profibus-PA.

Possui as seguintes características básicas:

  • Em conformidade com a norma IEC 61158-2, camada física em 31,25 kbit/s
  • Tensão de operação de 2,7 a 3,6 V (ou 4,5 a 5,5 V)
  • Baixo consumo de corrente apropriado para dispositivos de campo (<1mA)
  • Interface flexível adequado para os mais diversos tipos de processadores
  • 1 canal I²C (Inter-Integrated Circuit) para comandos de programação, leitura e escrita e transferência de frames: taxa até 1 Mbits/s
  • Codificador/decodificador Manchester
  • Deteção e correção automática de polaridade
  • Deteção automática de FCS (Frame Check Sequence) na recepção
  • Geração de FCS na transmissão
  • Jabber timer de 4096 bit time
  • Número de preâmbulos configurável
  • Interrupções mascaráveis com múltiplas fontes
  • 03 timers 16 bits: 1 octeto, 1 ms e 1/32 ms para a temporização do Data Link layer
  • 512 bytes de SRAM interna como buffer de comunicação para transmissão, recepção
  • Sinais de controle, facilitando a interface com microprocessadores e controladores
  • Big & Little Endian configuráveis
  • Temperatura de operação:  -40 a 85

  • Clock de 1 a 8 MHz




  • Aplicação Típica


    O ASIC FCA100 foi projetado como controlador de comunicação fieldbus e essa é a sua aplicação típica:





    segunda-feira, 2 de julho de 2018

    Sense recertifica na ISO 9001:2015


    A Sense acaba de conseguir a renovação na certificação ISO 9001, agora temos a versão 9001:20015. Entenda um pouco mais o que isso significa para uma empresa como nós:

    “Há muito anos já temos a certificação ISO, mas a última versão era a de 2008, e desde lá vem oferecendo aos negócios mudanças radicais, e para garantir que a ISO 9001 continue a atender a comunidade de negócios e a manter a sua importância no mercado atual, ela foi completamente revisada em 2015, com mudanças que inovam o Sistema de Gestão da Qualidade, deixando a Organização com maior preparo e robustez para desempenhar sua atividades com extrema qualidade”, explica Sheyla Rangel do nosso Departamento de Qualidade.

    A Sense concluiu sua recertificação, neste mês de junho, mas isso é apenas o começo de um grande desafio pois sabemos que é preciso aperfeiçoar nossa gestão e fazer a máquina girar em função das diretivas apontadas nesta revisão.

    A ISO 9001 foi originalmente redigida tendo o cliente em mente e isto permanece sendo a prioridade da ISO 9001:2015. Nesta revisão as mudanças que se pode destacar e que com certeza foram focadas pela Sense:

     -A Qualidade e a Melhoria Contínua estão agora no centro da empresa;
     -A  gestão de qualidade está agora totalmente integrada e alinhada às estratégias de negócios da Sense. O que a torna uma ferramenta de gestão de negócios, visando o desempenho e leva real valor à administração da Sense;
     - Maior envolvimento no sistema de gestão pela  Equipe de Liderança, assegurando que a alta administração seja responsável pela eficácia do sistema e que a organização se torne motivada em relação a metas e objetivos estabelecidos em nosso plano estratégico;
     - A introdução da gestão de oportunidade e risco ao nosso sistema como um instrumento de governança e prevenção; visando  aumentar a eficiência de nossos processos e fornecendo uma visão completa da organização, suas ameaças, riscos e oportunidades.

    São muitas as mudanças requisitadas, o importante por hora é que fomos aprovados e que o Bureau Veritas evidenciou  na Sense as qualidades e processos para mantermos a empresa dentro da comunidade. A ISO 9001 oferece muitos benefícios à comunidade de negócios, e nos traz muita honra conseguirmos nos manter nessa certificação em sua última versão.

    ·        

    ·         *Com a colaboração de Sheyla Rangel, Departamento de Qualidade