quinta-feira, 24 de setembro de 2015

GESTÃO de PRODUTOS - resultados de 3 anos



A Gestão de Produtos, em 2015 completa 3 anos, e vem dia após dia consolidando sua existência e reconhecimento como área, através de atuações nas interfaces departamentais, participações nos aprimoramentos das linha de produtos e buscas de novas soluções para segmentos de Factory Automation e Process Automation.

Construída com critérios e filosofias de trabalhos baseados na necessidade da empresa, a Gestão de Produtos da Sense atua de forma direta e abrangente em toda cadeia produtiva, desde o desenvolvimento do projeto até a instalação do produto no cliente final.
Postura diferente quando comparado a Gestão de Produtos de outras empresas que muitas vezes possuem restrições no âmbito de atuação.

Com tudo isso, a Sense se aprimora internamente e gera mais uma alternativa de atendimento a seus clientes e cada vez mais presente no mercado de automação Industrial. 

A continuação desse trabalho é um elemento importantíssimo para otimização e inovação geral da linha de produtos Sense no médio e longo prazo.

Com esse foco, que a Gestão de Produtos se mantém empenhada e em um contínuo aprendizado para os desafios e impulsionada pela colaboração todos.

Nosso contato: gestaodeprodutos@sense.com.br

Autor: Claudinei Rosa

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Soluções Ex em Plantas Químicas

Instalações elétricas em áreas classificadas na indústria é sempre um ponto importante em um projeto, uma vez que existem diferentes tecnologias a serem aplicadas e normas para seguir.

Com mais de 20 anos atuando em redes de controle e áreas classificadas, a Sense se tornou uma referência neste tipo de aplicação, fornecendo produtos, soluções e serviços para facilitar a instalação, operação e manutenção do sistema de controle.

Este artigo mostra uma solução para redes de controle a ser instalada em áreas classificadas em uma planta química, relatando suas vantagens e recomendações.

O processo industrial consiste em uma série de tanques com pressurização, aquecimento e resfriamento e, agitação de combinações de fluídos que são necessários para a fabricação do produto químico desejado.

Fig. 1 – Esquemático de tanque de processo
A figura 1, mostra um dos tanques de processo esquemático, sua quantidade e o tipo de instrumentação necessária para sua operação.

Os tanques são agrupados em três pares para cada área da planta industrial e, consequentemente, produto químico a ser produzido. No total, são quatro áreas distintas, com três pares de tanque em cada uma e, todas com configurações similares.

Desta forma, devido à localização física dos tanques e concentração de sua instrumentação em cada um, foi indicada a utilização de módulos de entrada e saída remotos para a aquisição dos sinais de comando e monitoração do sistema.

Foi escolhido o DeviceNet como rede de controle, por conta da sua simplicidade e facilidade de configuração. Com isso, pode-se simplificar a instalação e cabeamento tanto dos sinais digitais e analógicos (4-20mA) da instrumentação utilizada, uma vez que, para cada grupo de 3 pares de tanques, teríamos uma concentração de módulos, ou remotas digitais e analógicas, instaladas diretamente no campo e perto, fisicamente, da instrumentação.
Fig. 2 – Arquitetura da rede de controle e monitoração



A figura 2 mostra a arquitetura de rede, onde se vê o CLP central, conectado aos inversores de frequência e a rede DeviceNet conectando os módulos de I/O instalados no campo, perto dos tanques.

Além da distribuição e conexão da rede, os elementos finais de controle também foram monitorados e controlados, com monitores de válvulas diretamente conectados na rede Devicenet, facilitando a configuração e obtendo o máximo de informações possíveis das válvulas e de todo o intertravamento e controle da planta.


Figura 3. Topologia de rede utilizando monitores de válvula Sense M32 em DeviceNet
Os monitores de válvula utilizados possuem um derivador de rede interno, facilitando a conexão em campo.

Segue abaixo arquitetura de rede e algumas fotos da instalação:

Foto 1 – Painel com Módulos de I/O Ex
Foto 2 – Tanque com monitor de válvula 


Foto 3 – Detalhe instalação Monitor de Válvula

Com os equipamentos utilizados (Módulo de I/O para Rede Device Net e Sistema de Monitoração de Válvula) juntamente com a arquitetura proposta, foi gerado uma redução do tempo de instalação e partida da planta, obtendo ainda todos os diagnósticos e facilidades das redes industriais, no caso o DeviceNet.

Assim, com esse sistema conseguimos aliar a eficiência das redes de controle digitais e facilitar a instalação de equipamentos em áreas classificadas.

Clique aqui para conhecer os equipamentos SENSE da linha PA utilizados na instalação.

Autor: Adriano Teixeira - Supervisor de Vendas - PA



quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Time of Light

Os novos circuitos integrados CMOS, conseguem medir o tempo de propagação da luz, isto mesmo a 300 mil Km/s.

Quando se fala em astronomia, é fácil pensar na velocidade da luz: a distância entre a terra e o sol é percorrida em 8 minutos e da terra para a lua são apenas 1,25 segundos.

Já entender as distâncias entre objetos é mais complicado.

Utilizando um feixe de laser para ser projetado até um objeto e retornar, e se o objeto estiver a 1 centímetro de distância do sensor este tempo será de 67 pico segundos, que em outros termos é: 0,000000000067 segundos. Difícil, não é?


Agora imagine um circuito capaz de medir esta fração de tempo. Graças aos avanços e inovações dos semicondutores ele já existe e está à disposição a custos bem razoáveis.

A ideia do circuito baseia-se na mensuração dos atrasos na propagação do sinal em uma cascata de portas lógicas simples, como por exemplo a de inversão de sinal.


Conheça mais sobre essa tecnologia e suas aplicações em nossa linha laser TOFclique aqui




quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Sense e os posicionadores de válvulas

A Sense trabalha com produtos destinados a área de Automação de Processos, uma das vertentes dentro desse segmento é de Automação de Válvulas, nesse ramo nós sempre comercializamos itens para monitoração ON/OFF das válvulas de processo.

Para complementar essa linha agregamos em 2013 os produtos da DMTech, uma empresa já conceituada no mercado, fundada por profissionais com mais de 20 anos de experiência na área.


Dentre os novos produtos que foram implementados em nossa linha, temos o posicionador de válvulas. Inicialmente esse produto existia apenas nas versões pneumática e eletropneumática, essa última recebeu um upgrade dando origem a um novo produto, esse com protocolo de comunicação HART, abrindo um grande leque de novas oportunidades de vendas para a Sense.


Como uma grande empresa desenvolvedora de tecnologia, a Sense já está desenvolvendo posicionadores com protocolo de comunicação Profibus PA e vem se aprofundando no desenvolvimento de um chip dedicado para esse produto.

Um mercado grande na área de automação de processo são as plantas com potencial risco de explosão, para atender esse público todos nossos posicionadores possuem certificado para instalação em áreas classificadas.

Para saber mais, acesso nosso site e conheça esses produtos:



Autor: Daniel Rocha da Silva - Engenharia de Aplicações