terça-feira, 13 de novembro de 2018

Market Report: Oportunidades para a Indústria de Válvula no Segmento Biofármaco


Mark Witcher, ex-vice-presidente da Amgen (maior biofarmacêutica independente do mundo) escreveu um texto na revista eletrônica “Valve Word Americas” onde trata da evolução continuada da indústria de biofármacos e no final da cadeia a decisão sobre as válvulas a serem usadas. Ele acredita que a manufatura precisa de alta flexibilidade nas instalações, com a implementação do processo independente do layout de instalação e controle estratégico da operação. Veja o que ele fala...


O mercado com maior crescimento para a indústria de válvulas a nível mundial é o segmento de biofármaco que gerou receitas de mais de US $ 200 bilhões em 2017, e tem previsão de crescimento anual de mais de 10% para os próximos 5 anos, 40% deste total atualmente está nos EUA. O mercado das válvulas no segmento representa US$ 150 milhões/ano.

“Essas instalações terão que atender a uma ampla variedade de escala e capacidade para operação multiproduto. Provavelmente uma combinação de salas limpas e modulares será utilizada para pequenos processos tais como produtos de terapia celular individualizados e salas limpa maiores em sistemas modulares com layout de matriz multipropósito, onde as instalações altamente flexíveis são necessárias para lidar com uma ampla variedade de escala e capacidade de produção.
Esta próxima geração de instalações terá impacto no mercado de válvulas e conexões, permitindo uma diversificação de novos produtos em um grande número de instalações de menor escala com descartáveis e instalações de aço inoxidável para processos contínuos de alto rendimento. ”, afirma Witcher.

As válvulas desempenham um papel crítico nos processos, sendo que o design das válvulas deve permitir a limpeza e sanitização entre bateladas ou intervalos de manutenção. A maioria dos processos são tipo de batelada embora a água para limpeza (WFI water for injection) é gerada e armazenada em loops de recirculação que funcionam continuamente. A adequada limpeza (CIP clean in place) e sanitização por aquecimento (SIP steam in place) dependem da capacidade de drenagem dos sistemas e componentes.
Segundo ele, nos últimos 15 anos o mercado de válvulas evoluiu desde um tipo básico de duas vias padrão para o que engloba vários conjuntos usinadas a partir um único bloco de aço inoxidável.

Esses projetos personalizados reduzem bastante a área molhada e “dead legs” e tem se tornado um elemento-chave na concepção de sistemas de processo de biotecnologia. As válvulas diafragma de sede tipo radial frequentemente são utilizadas como válvulas de saída de tanque por causa de seu contorno que muitas vezes se torna mais próximo do contorno do vaso. Válvulas de diafragma asséptica são frequentemente utilizadas com monitores de posição para verificar o status da válvula (OPEN ou CLOSED) e se comunicar com o sistema de controle principal (DCS ou PLC). Falsas indicação de posição podem gerar alarmes que potencialmente interrompem o processo especialmente se os dispositivos monitorados são considerados “críticos”, conduzindo a custos e paradas não planejadas do processo.

Dada a crucial natureza dos processos de fabricação dos produtos farmacêuticos, a introdução de programas de manutenção preventiva e o uso de sensores inteligentes de posição de válvulas, bem como seus fabricantes de instrumentos devem desenvolver plataformas sólidas para instrumentos de monitoração de posição que sejam imunes a questões externas, tais como: ruído, temperatura, falha mecânica, vibração e alarmes falsos.

A monitoração da posição da válvula com a detecção contínua através de campo eletromagnético fornece um grau mais alto de precisão em comparação com todas as tecnologias convencionais de sensoriamento e elimina as falhas dispendiosas ao detectar precisamente a posição das válvulas, evitando falsos alarmes e paradas indesejadas como citado.

A linha Saunders/Sense VUE apresenta monitores com tecnologia de detecção contínua baseada na variação de campos magnético e eletromagnético, confiável e preciso na confirmação da posição da válvula diafragma enquanto oferece uma ampla variedade de diagnósticos para monitoramento contínuo e manutenção preventiva. 



Os benefícios da tecnologia de detecção eletromagnética contínua junto com os diagnósticos entregam inteligência à válvula diafragma que permite aos usuários extrair diagnósticos preventivos de uma válvula como nunca antes.

Como a indústria continua a evoluir, tecnologias como da Saunders/Sense na linha VUE permitirão aos fabricantes de produtos farmacêuticos melhorar consistentemente as eficiências e reduzir custos no processo, enquanto melhoram a qualidade de seus produtos.

Gostou deste artigo? Quer ler o completo? clique aqui


Nenhum comentário:

Postar um comentário