quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

SENAI DE JOÃO PESSOA INAUGURA AINDA ESTE ANO O CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

O SENAI (Serviço Nacional da Indústria) do estado da Paraíba está no processo de licenciamento para oferecer o curso de tecnólogo de nível superior em Automação Industrial, junto ao Ministério da Educação (MEC). Se conseguir, esse vai ser o 1º curso da unidade. A instituição pretende oferecer inicialmente 40 vagas.

O MEC já realizou uma avaliação do local onde as aulas seriam ministradas. Numa escala de 01 a 05, a faculdade obteve nota 04.  Apesar da excelente nota nessa parte da avaliação, é preciso a aprovação da comissão de credenciamento do Ministério. A expectativa é que o credenciamente seja concedido o quanto antes, pois o SENAI pretende iniciar o curso já no 2º semestre desse ano.  

A faculdade acredita que, dando tudo certo, o curso acontecerá em uma boa época para o estado, isso porque, as indústrias de cimentaria e automotiva localizadas na região litorânea serão grandes beneficiadas com a oferta da mão de obra qualificada que virá.

E não podemos deixar de citar o momento de destaque para a Automação Industrial, pois vem ganhando cada vez mais espaço no país. Pois até há poucos anos atrás, e só era conhecida nas regiões Sul e Sudeste, onde ficavam as boas escolas.

Para ver a matéria completa, acesse aqui


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

SENSOR ULTRASSÔNICO FORQUILHA PARA DETECÇÃO DE ETIQUETAS ou EMENDAS


O  novo  modelo  Microsonic  ESF-1/CDF   foi  especialmente  desenvolvido  para  detecção de  etiquetas  ou  emendas  de  filmes  plástico em  máquinas  de   embalagem  ou  rotuladoras.




  O   modelo  oferece   grande  vantagem  em  relação  aos convencionais (ópticos) encontrados  no  mercado,  pois  trabalha  com  sistema  de  transmissão  e  recepção  sonora,   com  isso é possível fazer  a  detecção  de  qualquer  tipo  de  etiqueta  ou emenda  em  materiais  independente  de  cor,  e dá  até mesmo para detectar etiquetas  montadas  em  filme  plástico  transparente.

CARACTERÍSTICAS  ESPECIAIS

  1.         Ajuste  rápido  através  do  sistema  teach-in  ou  Link Control;
  2.         Tempo  de  resposta  <300us   possibilitando  detecção em  alta velocidade;
  3.         Invólucro  tipo  forquilha  em  alumínio com  dimensões  reduzidas facilitando  sua  montagem;
  4.     Saída  push-pull  NPN /PNP  na  mesma  peça;
  5.     Ligação feita com conector padrão M8/4pinos.

Autor: Mauro Bacile - Engenharia de Aplicações



quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

AULA MAGNA NO INATEL

Na próxima semana iniciam-se no INATEL (Instituto Nacional de Telecomunicações) os cursos  de Tecnologia nas áreas de Automação, Gestão e Redes.

E no início do semestre, dia 17 de fevereiro, segunda-feira, às 19h30 , no teatro do Instituto haverá a aula magna, ministrada pelo gerente da Engenharia de Aplicações SENSE e também, Presidente da Associação PROFIBUS, Eng. Marco Padovan, que tratará do tema das perspectivas de carreira em empresas de tecnologia.

Segundo Padovan, “A carreira de tecnólogos é relativamente nova em comparação com as carreiras de técnicos e engenheiros e, tem fundamental importância nas empresas pelo perfil de sua formação”.


A Sense possui no seu quadro de colaboradores diversos tecnólogos em várias áreas da organização. Padovan, aproveitará para mostrar, aos ingressantes dos cursos o olhar de uma empresa que utiliza esse tipo de mão de obra. 

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Protetores de Segmento PA

Os protetores de segmento em Profibus PA são caixas de derivações aplicáveis em ambiente de uso geral e atmosferas potencialmente explosivas, contendo uma placa com proteção eletrônica contra curto e sobrecarga em cada derivação.  Sua função é evitar que os curtos ocorridos nas derivações derrubem toda a rede, o que faz com que apenas o equipamento em curto seja isolado e o restante da rede continue funcionando normalmente. Dessa forma, é gerada uma diminuição no tempo de parada da planta e aumento da produtividade.


Os protetores são bastante aplicados em plantas industriais em processos que necessitam de segurança e estabilidade. Destacam-se também pelo fácil manuseio com conectores plug-in na entrada e saída de rede e nos spurs. Além disso, possuem fácil identificação visual de curto nas derivações e terminador de rede ativo e inativo através de led, selecionável através de uma chave dipswitch que se encontra no interno do derivador, garantindo a integridade do sinal de rede. 
Confira a imagens demonstrativas: imagem 1imagem 2.

Autor: Bruno Capitani - Engenharia de Aplicações